50 mil negativos e diapositivos desapareceram de uma sala que o fotógrafo usava no edifício do jornal francês em Paris. Le Monde alega que não sabia que arquivo do argentino estava no local.

Grande parte do trabalho do fotógrafo argentino Daniel Mordzinski desapareceu para sempre – e o fotógrafo está destroçado. Negativos e diapositivos originais que nunca chegaram a ser digitalizados desapareceram de uma sala do edifício do jornal Le Monde em Paris, ocupada pelo correspondente do jornal espanhol...